Reconhecimento de Firma: Saiba tudo sobre o assunto

A Web Certificados preparou um material sobre Reconhecimento de Firma: saiba tudo sobre o assunto.

Para começarmos a entender, é necessário compreender o termo “reconhecimento”. Reconhecimento de firma é o procedimento de atestar a autoria da assinatura constante de um documento. Geralmente é feito em cartórios pelo tabelião – realiza a conferência do documento e submete a assinatura constante nele a uma comparação grafotécnica. Esta comparação ocorre entre a assinatura constante no cartão de assinatura e a realizada no documento – ou registrador.

Para que eu vou querer reconhecer a firma? Muitas pessoas fazem este questionamento no dia a dia. É importante saber que o reconhecimento de firma confere segurança jurídica a documentos oficiais e serve como comprovação de que determinada pessoa foi mesmo quem realizou a assinatura. Entre os documentos que podem requerer o reconhecimento de firma, estão contratos de compra e venda de bens móveis e imóveis, declarações de residência, procurações particulares, históricos escolares, entre outros.

Quais os documentos necessários para que eu possa reconhecer a minha firma?

Você deve ter em mãos a sua identidade (RG), CPF, firma aberta no cartório ao qual você comparecer, preencher o seu nome completo e correto, o mais parecido possível com a assinatura feita no cartório que você documentou. Vale lembrar que se sua assinatura tenha mudado, será necessário fazer uma renovação da ficha de firma.

No cartório, o interessado deverá assinar duas vezes em um formulário, preenchendo-o com seus dados. Seus dados serão, então, inseridos no sistema, e ele já terá firma aberta naquele respectivo cartório.

Quanto custa?

Em documento SEM valor econômico: R$ 5,99 (valor conforme a Tabela 2018). Em documento COM valor econômico: R$ 9,13 (valor conforme a Tabela 2018). Reconhecimento de firma por autenticidade: R$ 15,30 (valor conforme a Tabela 2018).

Semelhança x Verdadeiro

Existem dois tipos de reconhecimento de firma. São eles a Semelhança e Verdadeiro. Existem dois tipos de reconhecimento de firma, sendo eles: por semelhança ou por verdadeiro.

No reconhecimento de firma por semelhança, declaram que a assinatura constante no documento é semelhante à assinatura existente no cartão de firma arquivado no Cartório. Para esta modalidade um terceiro pode solicitar o reconhecimento sem a presença do signatário.

No reconhecimento de firma por verdadeiro, o signatário deve obrigatoriamente comparecer no Cartório de Notas e assinar o documento na presença do funcionário do cartório. Além disso, também deve ser assinado um termo em um livro de comparecimento, para confirmar a sua presença no cartório.

Reconhecimento x Autenticação

Muitas pessoas confundem e não sabem a diferença entre reconhecimento e autenticação de firma.

Basicamente, no processo de autenticação, a cópia de um documento é autenticada para declarar que está igual ao documento original apresentado. Uma cópia é providenciada e após a conferência com o original, o escrevente utiliza um selo de autenticidade, além de carimbá-la e assiná-la. É possível levar o documento copiado de outro estabelecimento, desde que acompanhado do original.

É importante, também, ter conhecimento dos fatores que impossibilitam a autenticação: Rasuras no documento original; Adulteração por raspagem, lavando com solventes ou utilização de corretivos; Documentos escritos à lápis; Documentos digitalizados; Papel térmico (utilizado em fax), entre outros.

Gostou das nossas dicas sobre Reconhecimento de Firma? Tem mais alguma dúvida sobre o assunto? Deixe o seu comentário abaixo. Até o próximo post!

Gostou deste post? Compartilhe!

Share on facebook
Compartilhe no
Facebook
Share on twitter
Compartilhe
no Twitter
Share on linkedin
Compartilhe
no Linkdin
Share on pinterest
Compartilhe
no Pinterest

Deixe um comentário

Mais populares

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Inscreva-se para receber as novidades do blog!