fbpx

Imposto de Renda: saiba se você precisar declarar

Chegou a hora de acertar as contas com a Receita Federal. Você já fez a declaração do imposto de renda? Se ainda não fez, é melhor você se organizar para não correr o risco de pagar multas. O prazo final é até do dia 31 de abril.

É importante saber que a principal alteração deste ano é a exigência da declaração das pessoas que receberam o auxílio emergencial. De acordo com o Fisco,  todos que ganharam, além do benefício, rendimentos tributáveis igual ou superior a  R$ 22.847,76 deverão devolver o dinheiro. Então, tome cuidado se esse é for o seu caso.

Outra novidade diz respeito a declaração de criptomoedas e outros ativos. Os contribuintes deverão preencher três novos campos na ficha “Bens e Direitos” .

Entre as boas notícias dessa temporada, destacam-se as datas das restituições. Elas serão pagas mais cedo, em cinco lotes, como no ano passado. O primeiro lote será liberado já em maio, no dia 31.

Embora, nem todo mundo precise declarar o imposto de renda, é necessário entender em quais situações essa entrega é obrigatória. Confira quais critérios são estabelecidos pela Receita.

Quem deve declarar o Imposto de Renda?

  • Pessoas que receberam mais de R$ 28.559,70: esse valor é referente aos rendimentos tributáveis. Então inclui: salários, férias, valores recebidos do INSS, aluguéis, etc.
  • Possuiu bens no valor total superior a R$ 300 mil: se até 31/12/2020 a soma das suas propriedades for maior que esse valor, você precisa declarar o imposto de renda.
  • Ganhou dinheiro com a venda de bens: se você vendeu seu imóvel ou veículo deve prestar contas. Independente do valor. Essa regra é válida, ainda, para operações efetuadas na bolsa de valores, nos títulos futuros e nas bolsas de mercadorias.
  • Teve renda de atividade rural superior a R$ 142.798,50: se a receita bruta obtida no seu trabalho rural ultrapassar esse valor precisa notificar o governo.
  • Recebeu mais de R$ 40 mil: essa norma é válida para rendimentos isentos e não tributáveis ou tributáveis na fonte. Nesse quadro estão: indenizações trabalhistas, herança e doações, etc.

4 dicas para declarar no prazo

O governo federal elenca uma série de critérios para fazer a declaração do imposto de renda. Por isso, é fundamental você se preparar para entregar tudo a tempo.  Para ajudar você nessa missão elaboramos algumas dicas. Confira abaixo.

  1. Separe a documentação necessária: veja todos os documentos solicitados. Se organize e evite atrasos.
  2. Liste todos os seus dependentes: você tem descontos pelos gastos com as pessoas que dependem de você. Sendo assim, filhos, pais, esposa, etc. devem ser incluídos na declaração.
  3. Organize os comprovantes de despesas: alguns gastos podem ser dedutíveis no IR. Por isso, é importante você ter em mãos os comprovantes de despesas médicas; de medicamentos; de escolas, etc.
  4. Escolha qual declaração fazer:  existem dois tipos de declaração do imposto de renda, a simples e a completa. A primeira é usada para quem tem poucas despesas dedutíveis. Já a segunda é mais indicada para contribuintes que possuem dependentes. Nela é possível detalhar os gastos extras.

Quer mais dicas? Clique aqui!

No mais, utilize um certificado digital para declarar o seu imposto de renda.  Assim, você não precisa baixar um programa do governo. Basta acessar o portal e-CAC e fazer a declaração pré-preenchida. Além de evitar erros no processo, você ganha tempo e garante a integridade das informações prestadas.

Você ainda não possui o certificado digital? Então, clique aqui e saiba como adquirir.

Não deixe pra última hora. Fique em paz com o leão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pesquise

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Posts recentes

Receba novidades

Inscreva-se abaixo para receber semanalmente as novidades do nosso blog!